Críticas
Especiais
Tops
Com a verdade m'enganas
Série da Quinzena
Poster | restoP
Espelho meu, espelho meu...
Motion Picture
Actrizes Eternas
Actores Em Ascenção
Trailers em Rewind <<
Música de Fundo
sexta-feira, junho 23, 2006
Take the Lead



Não é meu hábito ir ao cinema ver este género de filmes. Muito menos é meu hábito ver e gostar. Mas, o poder persuasivo das mulheres consegue feitos incríveis e, contrariado, lá fui ver o senhor Banderas abanar a anca.

Fiquei agradavelmente surpreendido. Depois da desgraça que tinha sido Shall We Dance e de estar cansado desta fórmula (professor que vai ensinar algo a alunos rejeitados e que os transforma, bla, bla bla...) as minhas expectativas estavam abaixo de 0. Pois bem, António Banderas está em grande, cheio de carisma e, surpreendentemente, muito cómico. A vertente cómica do filme foi talvez o que me agradou mais. O problema deste género de filmes é levarem-se demasiado a sério. Querem ter uma grande moral por trás, ensinar uma grande lição, que já foi levada ao cinema mil e uma vezes e que não é aquilo que o público vai à procura quando escolhe ver um filme deste género.

Take the Lead é descontraído, puro entertainment e um regalo para quem gosta dos videos da MTV. Que também não são da minha preferência, mas que neste contexto funcionam bem e, acima de tudo, são destinados a essa mesma geração, a da MTV.

A música não é, de todo, tão abominável como a de Save the Last Dance (que me desculpem os fãs do género) e a mistura entre o estilo clássico que o personagem de Banderas ensina (danças de salão) com os ritmos urbanos de que os alunos ouvem (hip-hop, maioritariamente) flui com naturalidade, cria um ambiente envolvente de ritmos quentes e facilmente "dançáveis". As coreografias são de encher a vista, desde o foxtrot aos fly-dancers, e os dançarinos são exímios.

Destaco Dante Basco e Jenna Dewan, ambos talentosos dançarinos, não menos talentosos actores e que trazem à dança (e ao filme) uma noção de estilo bastante refrescante. São também, ao lado de Elijah Kelley, os protagonistas da mais bem conseguida cena do filme. Um sensual Tango a 3, quebrando os parâmetros da clássica dança argentina, apimentando-o com a já tão referida sonoridade hip-hop.

É certo que os clichés estão lá todos, mas saímos de lá tão bem dispostos que nem nos lembramos de pensar nisso. O típico feel good movie, para descontrair, agora que o verão chegou finalmente.

A minha classificação é de: 6,5/10

Etiquetas:

posted by not_alone @ 19:27  
2 Comments:
  • At 23/6/06 20:35, Blogger P.R said…

    Hum... não me convences :P

     
  • At 24/6/06 11:39, Anonymous Anónimo said…

    a minha mãe bem me quis levar a ver, mas eu já estou farta da fórmula e com tanto filme nas salas e em casa p/ ver passei...

    curiosamente, eu gostei do Save The Last Dance, ñ pela música mas pela história, que apesar da abordagem algo simplicista (era uma produção mtv), era mto curiosa e interessante, ñ pela dança mas pela questão do preconceito...
    de qq forma, tb ñ me convences a ver este... numa semana com estreias cm estas, a minha preocupação é saber quantas sessões duplas tenho tempo p/ fazer, lol

     
Enviar um comentário
<< Home
 
Sobre Mim
Name: not_alone
Home: Portugal
About Me:
See my complete profile
Previous Post
Archives
Blogs
Links
Template by

Free Blogger Templates

BLOGGER

Google
© not_alone proudly powered by Blogger. Template Design by isnaini dot com